Homicídios conjugais sobem, violência doméstica desce

O número de homicídios conjugais aumentou no ano passado, apesar de terem diminuído as participações por violência doméstica, segundo dados do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) hoje divulgados.

Em 2012, ocorreram 37 homicídios conjugais, segundo as estatísticas oficiais, mais 10 casos do que no ano anterior, como adiantou o secretário-geral do Sistema de Segurança Interna, Antero Luís, na conferência de imprensa hoje realizada em Lisboa.

Os dados hoje revelados integram o RASI que só será divulgado na íntegra quando for entregue na Assembleia da República, o que deverá ocorrer até ao final desta semana.

No que respeita à violência doméstica, em 2012 deu-se uma diminuição de 10% dos casos participados em relação a 2011, o que representou um decréscimo de 2.896 casos.

No ano passado houve 26.084 participações de violência doméstica, o que equivale a uma média diária de 71 participações ou a uma média superior a 2.000 por mês.

Lisboa e Porto são os distritos com mais participações, acima de cinco mil cada, seguindo-se Setúbal, com 2.201.

Apesar de uma tendência de descida global, os distritos de Beja, de Santarém, de Viseu e a Região Autónoma da Madeira registaram mais participações por violência doméstica, em 2012, do que em 2011.

O distrito com maior taxa de aumento foi o de Beja (mais 26%), enquanto o decréscimo mais acentuado se deu no distrito do Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG