Homem morto por se ter recusado a dar um cigarro

O taxista de 39 anos foi esfaqueado mortalmente por dois jovens com 17 e 19 anos, às 9.45, junto à estação do Metro do Senhor Roubado, em Odivelas.

Os dois jovens, um com 17 e outro com 19 anos, saíram de um autocarro, de manhã, e viram um homem a fumar junto à estação de Metro do Senhor Roubado, em Odivelas. Foram pedir cigarros ao homem, um taxista de 39 anos que iniciava o seu dia de trabalho, mas este terá recusado, segundo relataram testemunhas à PSP. Seguiu-se uma discussão entre o taxista e os dois jovens que acabou com um deles a puxar de uma faca. O homem foi assassinado com uma facada no tórax. Eram 9.45 da manhã. A vítima tinha acabado de tomar o pequeno-almoço no café habitual. Segundo soube o DN com a PSP, tudo aponta para que o motivo tenha sido apenas o pedido, não satisfeito, de um cigarro. Em linguagem judicial chama-se motivo fútil. Não parece haver indícios de tentativa de assalto.

Os dois suspeitos fugiram mas foram intercetados a poucos metros do local por um carro patrulha da PSP que já tinha acionado o auxílio de outra viatura policial para bloquear a rua, caso os alegados homicidas tentassem escapar, soube o DN com fonte policial. A arma do crime, uma faca com 12 centímetros de lâmina, foi apreendida pela PSP. Tinha vestígios de sangue. Foi também apreendida outra arma branca na posse dos suspeitos. A PSP confiscou ainda aos dois suspeitos 14 doses de haxixe.

O jovem de 19 anos já tinha antecedentes por crimes vários. No dia 1 de dezembro de 2014 tinha tentado provocar um incêndio no posto de abastecimento da Galp, na avenida Dom Dinis, em Odivelas, tendo sido impedido na hora por por uma patrulha que se apercebeu da sua intenção.

A investigação foi entregue à secção de Homicídios da Polícia Judiciária. Os dois suspeitos estão hoje à tarde a ser presentes ao juiz de instrução criminal para primeiro interrogatório judicial.

Exclusivos