Homem morre nas urgências do São Francisco Xavier

Um homem de 91 anos morreu ontem à noite nas urgências do hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, onde deu entrada no serviço de Traumatologia depois das 19.00 horas.

O idoso viria a ficar com a pulseira laranja (muito urgente) após a triagem, mas acabaria por morrer cerca de três horas depois, segundo a RTP. Contactado pelo DN, o hospital diz que só no final da manhã irá prestar esclarecimentos sobre este caso, que está a ser "analisado internamente" e que aumenta para oito o número de mortes nas urgências portuguesas no último mês.

O homem que morreu esta segunda-feira ainda terá sido visto por um médico que pediu análises, mas quando os enfermeiros foram fazer a recolha de sangue, cerca das 22.00 horas, encontraram o doente em paragem cardiorrespiratória, deitado numa maca no corredor, junto à secretaria da unidade. As tentativas de reanimação foram infrutíferas.

Fonte hospitalar avançou ao DN que as urgências do São Francisco Xavier terão sido reforçadas nas últimas horas com mais dois elementos: Uma enfermeira e uma auxiliar.

Exclusivos

Premium

Vida e Futuro

Formar médicos no privado? Nem a Católica passa no exame

Abertura de um novo curso de Medicina numa instituição superior privada volta a ser chumbada, mantendo o ensino restrito a sete universidades públicas que neste ano abriram 1441 vagas. O país está a formar médicos suficientes ou o número tem de aumentar? Ordem diz que não há falta de médicos, governo sustenta que "há necessidade de formação de um maior número" de profissionais.