Gripe matou 13 pessoas em 4 meses em Portugal

Os números são inferiores aos da época gripal passada em Portugal, assegura a DGS. Mesmo assim, já morreram 13 pessoas e houve 140 internamentos hospitalares, a maioria deles devido à Gripe A.

"Desde o início da época gripal 2010-2011 até 23 de Janeiro de 2011 foram reportados 140 internamentos hospitalares por gripe, dos quais 127 (90,7 por cento) por vírus A (H1N1-2009) e 13 óbitos", refere a DGS em comunicado publicado hoje, sexta-feira, no site oficial.

Na semana de 17 a 23 de Janeiro, a actividade gripal manteve-se moderada, apesar do pequeno acréscimo verificado na taxa de incidência, que aumentou de 69,3/105 (semana anterior) para 95,6/105.

O vírus A (H1N1) foi predominante naquela semana, à semelhança do que tinha acontecido anteriormente, tendo sido identificado em 55,8 por cento dos casos. Foram também identificados vírus Influenza do tipo B em 9,3 por dos casos.

Na época gripal passada foram registados cerca de um milhão de casos de gripe A em Portugal, que levaram a 1.436 internamentos. A esmagadora maioria dos casos foram ligeiros e moderados, mas ainda assim houve 193 doentes admitidos em cuidados intensivos e 124 mortes.

A DGS lembra que a gripe é uma doença contagiosa que, na maior parte das vezes, cura espontaneamente. No entanto, podem aparecer complicações que a tornam perigosa, particularmente em grávidas e em doentes com problemas crónicos.

A vacina sazonal desta época é eficaz contra os vírus da gripe que circulam actualmente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG