Governo tem 72 mil desempregados na mira para as IPSS

Existem 72 mil desempregados subsidiados com idades entre os 55 e os 64 anos que estão na mira do Governo para virem a ser chamados a ajudar nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e Misericórdias.

O total de desempregados nessas idades é, ainda assim, maior: quase cem mil casos, mostram dados oficiais. Isto é, há cerca de 28 mil pessoas sem subsídio.

No entanto, é sobre quem recebe ajudas do Estado que recairão, com elevada probabilidade (diz a lei), as medidas do Programa de Emergência Social (PES), ontem apresentadas pelo ministro da Solidariedade, Pedro Mota Soares. Ou seja, para além dos desempregados com mais de 55 anos, os alvos preferenciais do ministro na luta contra a pobreza e a exclusão serão os desempregados de longa duração (mais de 225 mil), os jovens à procura do primeiro emprego (quase 37 mil) e os beneficiários do Rendimento Social de Inserção adultos (196 mil).

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG