Governo promove reforço da autoridade do professor

O Estatuto do Aluno vai ser revisto e prevê o reforço da autoridade dos professores, disse hoje à agência Lusa o secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar.

João Casanova Almeida sublinha que "é importante que esta mensagem corra porque tem estado arredada da sala de aula".

O governante considera essencial "que seja dado esse sinal à comunidade educativa", já que os professores "são a autoridade na sala de aula".

As declarações do secretário de Estado foram realizadas em Leiria, no final do Fórum "Melhorar a Escola", organizado pela Câmara de Leiria e pela Associação para o Desenvolvimento de Leiria (ADLEI).

O governante lembrou que o ministério da Educação se debruçou sobre dossiês urgentes e que daqui em diante "o que é importante vai agora ser trabalhado".

João Casanova Almeida diz que vai ser ponderado "o modelo de administração e gestão" para se perceber "se está adequado às necessidades das escolas", acrescentado que é desejo do ministério "mudar o diploma, no que respeita à direcção".

Finalmente, o secretário de Estado admitiu que será dada uma "atenção especial à questão" da liderança nas escolas porque ela vai estar no topo da concessão da autonomia, uma das apostas da Educação que será realizada de forma "gradual".

Entre as principais conclusões do Fórum em Leiria está precisamente "a importância dos professores com uma boa liderança" e a necessidade de descentralização e autonomia, sendo para isso necessário exigir mais responsabilidade, disse à Lusa a presidente da ADLEI.

Anabela Graça revelou ainda que outra das conclusões dirigida a professores e educadores defende que "os esforços de contenção não podem colocar de parte a prioridade de qualificar o ensino e a aprendizagem".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG