Governo não revela qualquer lista de mortos em Pedrógão

Gabínete de António Costa afirma que o caso está em "segredo de Justiça"

O Governo não irá divulgar qualquer lista com os nomes das vítimas mortais de Pedrógão Grande, afirma o gabinete do primeiro-ministro, António Costa, invocando o segredo de Justiça.

Em comunicado enviado às redações, lê-se que "o sr. primeiro-ministro contactou hoje a sra. procuradora-geral da República que confirmou que o segredo de justiça abrange a lista das vítimas".

Como tal, segundo o comunicado, "a divulgação da lista de vítimas será feita pelo Ministério Público se e quando o considerar adequado".

O PSD deu esta segunda-feira um "ultimato" de 24 horas ao Governo para tornar pública a lista com os nomes das pessoas que morreram na tragédia de Pedrógão Grande.

O Ministério da Administração Interna já reiterou que o número oficial de vítimas mortais é de 64, tendo em conta os critérios utilizados para a contabilização: morte causada pelas chamas ou inalação de fumos.

No entanto, jornal I publica esta segunda-feira uma lista com 73 nomes que o jornal diz terem sido mortos confirmados da tragédia. Desta lista, elaborada por uma empresária para a realização de um memorial às vítimas, fazem parte 38 nomes de pessoas que morreram na Estrada Nacional 236.1, encurraladas pelos incêndios.

O Governo já veio a público afirmar que "não existe nenhuma lista secreta".

Exclusivos