Governo dos Açores encerra todos os serviços

O Governo Regional decidiu encerrar todos os serviços públicos do arquipélago desde as 16.00 devido ao agravamento do estado do tempo.

Segundo um comunicado do Governo Regional, a decisão foi tomada "em articulação com o Serviço de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, considerando o progressivo agravamento das condições meteorológicas."

O Governo Regional ressalva que "fica no entanto, salvaguardada a prestação de apoio às populações".

Por outro lado, a proteção civil dos Açores emitiu novo comunicado em que aconselha as populações a manterem-se em casa e a saírem apenas "em caso de absoluta necessidade".

A proteção civil lembra que o Instituo Português do Mar e da Atmosfera prevê ventos constantes na ordem dos 118 quilómetros por hora e rajadas que podem atingir os 180 km/h nas ilhas do grupo ocidental (Flores e Corvo).

Quanto ao grupo central, a proteção civil alerta que as ilhas mais atingidas serão o Pico e a Graciosa.

Na primeira, os ventos constantes serão de 96 km/h, com rajadas que poderão atingir os 153 km/h. Na Graciosa, as rajadas poderão chegar aos 184 km/h.

A ondulação prevista será de 12 a 14 metros para os dois grupos.

A proteção civil diz que o tempo deverá melhorar a partir das 19:00 nas Flores e no Corvo e a partir das 21:00 no grupo central (Pico, Faial, Graciosa, Terceira e S. Jorge).

Por precaução, o Governo Regional tinha já determinado o encerramento de escolas de sete das nove ilhas dos Açores, o que, segundo adiantou à Lusa uma fonte da Secretaria Regional da Educação, envolve "mais de 80 unidades e cerca de 15.100 alunos".

A mesma fonte adiantou ainda que as escolas do concelho da Povoação, na ilha de São Miguel, foram entretanto também encerradas esta tarde, por precaução, "pela proteção civil do concelho em consonância com o Serviço Regional de Proteção Civil e Direção Regional da Educação".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG