Fusão da Clássica e Técnica feita "a olhar para o País"

Em semana de aniversário da TSF, o Gente que Conta associa-se à comemoração e, numa edição especial, convida António Sampaio da Nóvoa, reitor da Universidade Clássica de Lisboa, e António Cruz Serra, reitor da Universidade Técnica de Lisboa, para uma entrevista sobre a proposta de fusão das duas instituições universitárias.

Numa conversa conduzida por João Marcelino, diretor do Diário de Notícias, os dois reitores asseguram que este projeto, que visa fundir universidades clássica e técnica, é desenhado tendo em conta o atual estado do País, prometendo reformular a oferta educativa sem exigir uma dotação extraordinária do Orçamento de Estado.

Declarando esta a maior mudança no sistema universitário português desde sempre, Cruz Serra e Sampaio da Nóvoa explicam o funcionamento previsto para a nova universidade, garantindo que as várias escolas não irão perder a sua autonomia e que nenhum funcionário não docente será dispensado. E asseguram que o estatuto de fundação pública de direito privado permitirá que a instituição - que resultar desta fusão - funcione de forma mais eficiente, com utilização mais eficaz dos seus recursos, tornando-se competitiva a nível internacional.

Leia a entrevista na íntegra no epapar do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG