Fundo falso de barco escondia 600 quilos de haxixe

Militares da Unidade de Controlo Costeiro detetaram "movimentos oscilantes" junto a uma saída para Loulé na A22/Via do Infante. Fundo falso do barco escondia 600 quilos de haxixe. detidos os dois ocupantes do jipe, desempregados e residentes na zona de Olhão

Uma patrulha da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da Guarda Nacional Republicana apreendeu, esta quinta-feira, pelas 13.00, na A22/Via do Infante, junto a uma saída para Loulé, uma embarcação que seguia no reboque de um jipe de matrícula portuguesa, contendo 20 fardos de haxixe, num total de 600 quilos, disse ao DN o capitão Jorge Gil, responsável pelo Destacamento de Olhão daquela força de segurança.

De acordo com aquele responsável da UCC, os 20 fardos de haxixe encontravam-se dissimulados num "fundo falso" da embarcação em fibra, com cinco metros de comprimento e um motor com 115 cavalos de potência.

"Foram detetados movimentos oscilantes com o reboque em baixo, tendo a patrulha intercetado a viatura para proceder à sua fiscalização. Foi então verificado que existia um fundo falso na embarcação onde se encontravam escondidos os vinte fardos do produto estupefaciente", acrescentou o capitão Jorge Gil.

Na altura, foram detidos os dois ocupantes do jipe, que seguia no sentido Olhão/Loulé. Trata-se de um pescador e um mecânico, de 40 e 20 anos, respetivamente, ambos desempregados e residentes na zona de Olhão.

Serão presentes, na sexta-feira, ao Tribunal de Loulé.

Mais Notícias