Fundação confirma demissão de António Barreto

António Barreto apresentou na terça-feira o pedido de demissão de presidente do Conselho de Administração da Fundação Francisco Manuel dos Santos na reunião do Conselho de Curadores. Aceite o pedido, foi nomeado Nuno Garoupa para o substituir de imediato.

A confirmação da saída de António Barreto acaba de ser dada por um comunicado da Fundação, assinado pelo sociólogo e pelo presidente da Jerónimo Martins, que a financia, Alexandre Soares dos Santos. Acrescenta que o Conselho de Curadores inclui, ainda, D. Manuel Clemente e os professores João Lobo Antunes e Luís Valente de Oliveira.

Não são explicados os motivos da saída definitiva de António Barreto, uma vez que anteriormente tinha sido avançado pelo Conselho de Administração que continuava à frente da instituição embora sem funções executivas.

O DN contactou elementos da Fundação ligados a António Barreto que desconheciam quaisquer declarações do sociólogo sobre o tema. E hoje não compareceu nas instalações, sendo apenas esperado amanhã de manhã para uma reunião.

Um segundo comunicado, este assinado apenas por Soares dos Santos, enquanto presidente do Conselho de Curadores e em nome da família de fundadores, elogia a prestação de António Barreto, que completou um mandato de cinco anos há seis meses. Entre outros serviços e publicações, a Fundação dinamiza a base de dados sociais Pordata.

Alexandre Soares dos Santos vem "enaltecer e agradecer publicamente a inquestionável dedicação, o inquebrantável entusiasmo e o extraordinário trabalho colocados ao serviço da afirmação e desenvolvimento" da Fundação. E nada é esclarecido sobre eventuais divergências sobre o rumo que devia ser seguindo, como anunciaram ontem os jornais Público e Diário Económico.

Exclusivos