Função Pública vai ter menos dez mil trabalhadores. Governo quer poupar 100 milhões

Mário Centeno adianta que haverá controlo nas entradas no Estado: por cada duas saídas, uma será contratada

O ministro das Finanças, Mário Centeno, afirmou esta sexta-feira que a regra de duas saídas de funcionários públicos por cada entrada, prevista no Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), significa uma redução de dez mil trabalhadores por ano.

De acordo com a carta enviada esta sexta-feira à Comissão Europeia, o Governo vai manter uma regra de contração na Administração Pública segundo a qual será possível contratar um trabalhador por cada dois funcionários que deixem a função pública, medida com a qual estima uma poupança de 100 milhões de euros.

Questionado sobre quantas saídas da função pública é que a medida prevista na proposta do OE2016 significa, o governante disse que representa, "em termos anualizados, uma redução de dez mil funcionários públicos".

Ou seja, uma vez que o OE2016 apenas deverá entrar em vigor em abril, esta medida poderá ter um impacto menor na diminuição de trabalhadores da Função Pública este ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG