Frontex "é um dos grandes sucessos" da UE, diz Presidente

Marcelo Rebelo de Sousa foi a Espanha visitar destacamento da Força Aérea, ramo que desde 2011 fez 730 missões de vigilância marítima.

A Força Aérea realizou 730 missões desde 2011 em colaboração com a agência europeia de fronteiras, no que "é um dos grandes sucessos" da UE, assinalou o Presidente da República.

Marcelo Rebelo de Sousa falava esta segunda-feira aos jornalistas que o acompanharam na visita ao destacamento da Força Aérea sedeado em Málaga e que participa na operação Índalo, sob a autoridade da Guardia Civil de Espanha e em colaboração com a Agência Frontex.

Marcelo, após participar numa missão de vigilância marítima do C-295, disse que a sua presença visou "agradecer o contributo" e "a excelência" do desempenho dos militares da Força Aérea na vigilância da fronteira sul da Europa - uma área "esquecida por alguns parceiros" da UE ao longo dos anos, observou.

A visita serviu também para "mostrar a Frontex e ouvir" elogios desta agência sobre "o empenhamento de Portugal desde a primeira hora no que é um dos grandes sucessos europeus", realçou o Chefe do Estado e Comandante Supremo das Forças Armadas.

Esse reconhecimento tinha sido feito durante o briefing à comitiva presidencial pela portuguesa Ana Jorge, inspetora do SEF que chefia a unidade de operações conjuntas da Frontex: "Portugal é um dos Estados membros com maior participação" nas missões da agência desde 2006, através das forças e serviços de segurança ou das Forças Armadas.

A visita de Marcelo Rebelo de Sousa coincidiu com os 10 anos de missões dessa natureza feitas pela Esquadra 502, com as aeronaves C-295 e P-3C. Essa primeira operação em 2007 durou poucas semanas, seguindo-se um hiato de três anos. Só desde 2011 é que a participação da Força Aérea na vigilância das fronteiras marítimas do sul da Europa se tornou ininterrupta.

Assim, entre 2011 e setembro deste ano foram voadas 4255 horas, que permitiram detetar cerca de 135 mil alvos no mar - dos quais 470 considerados "de interesse" para as autoridades policiais - e contribuir para o salvamento de 9632 migrantes irregulares.

Globalmente, indicou o major Veloso Rocha no referido briefing ao Presidente da República, a Força Aérea já patrulhou uma área equivalente a cinco vezes o espaço europeu - 37,4 milhões de quilómetros quadrados - e percorreu uma distância correspondente a quase 98 voltas ao mundo ao longo do equador - 12,4 milhões de quilómetros.

"Estou otimista quanto àquilo que é o horizonte" da Força Aérea para os próximos anos, referiu Marcelo Rebelo de Sousa, devido aos "saltos em frente" que o ramo vai dar com a aquisição das aeronaves de transporte militar KC-390 e a reforma do seu dispositivo com a abertura da base do Montijo à aviação civil.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG