FNE, Fenprof e Ministério da Educação reúnem-se a 26

A Federação Nacional de Educação reúne-se, na próxima terça-feira, dia 26, com responsáveis do Ministério da Educação e Ciência (MEC), depois de ter pedido uma reunião urgente para discutir "diversas matérias relativas ao futuro da educação".

A reunião decorre nas instalações do MEC, na avenida 05 de Outubro, em Lisboa, pelas 15:30, uma hora antes da reunião agendada para o mesmo dia, entre o ministério e a Federação Nacional de Professores (Fenprof).

O encontro da FNE com o executivo acontece depois de, numa reunião precedida de uma concentração em frente ao MEC, no início de fevereiro, esta estrutura sindical ter entregado, ao ministério, uma resolução que contemplava "um conjunto de preocupações face à anunciada reforma do Estado", e que defendia mudanças consensuais no ensino, com "durabilidade e exequibilidade", que englobassem "todos os parceiros sociais".

"Alertamos o MEC para o facto de que qualquer intervenção em relação aos custos do serviço de Educação e Formação deve ser analisado com cautelas redobradas. Apelamos ao diálogo, ao debate e ao envolvimento dos Parceiros Sociais. A marcação desta reunião vem assim dar seguimento ao alerta público da FNE, em defesa da escola pública", lê-se num comunicado desta federação, enviado às redações.

Uma hora depois da reunião da FNE, a Fenprof será recebida pelo secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar, João Casanova de Almeida, conforme anunciado hoje pelo próprio, apesar da exigência, que a federação de professores mantém, para se reunir apenas com o ministro Nuno Crato.

"A reunião vai ser comigo. Enquanto os estudos sobre a intervenção que é necessária fazer na área da educação, no âmbito da reforma do Estado, não estiverem concluídos, não se nos afigura pertinente que seja o ministro da Educação a estar presente", disse à agência Lusa o secretário de Estado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG