Exportações de toiros de lide aumentaram quase 50%

A Prótoiro compara afluência do público às praças de toiros com outras atividades culturais, como o cinema e o teatro, e diz que estas ficam a uma "grande distância".

A Federação Portuguesa de Tauromaquia (Prótoiro) anunciou hoje que as exportações de toiros aumentaram 49% em 2014, face ao ano anterior, com os mercados taurinos espanhol e francês a serem os principais destinos dos animais.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Prótoiro indica que no ano passado foram exportados 207 animais para serem lidados em diversas praças de toiros e importados 33 bovinos de lide.

Em 2013, Portugal exportou 139 toiros e importou 53.

O mercado taurino espanhol foi o que acolheu mais toiros portugueses (189), ao passo que o francês recebeu nas suas praças de toiros 18 animais.

Quanto à temporada taurina de 2014, a Prótoiro indicou que as praças de toiros portuguesas registaram um aumento da afluência de público, num ano marcado pela realização de 250 espetáculos tauromáquicos (mais quatro do que em 2013), sendo a grande maioria (66%) corridas de toiros à portuguesa.

"Analisando a afluência de público às praças, no ano de 2014, registaram-se aproximadamente 454 mil espetadores. Face ao ano de 2013, destaca-se um aumento do número médio de espetadores por espetáculo, em particular nas corridas de touros, passando dos 2.145 espetadores em 2013 para os 2.240 espetadores em 2014", lê-se no documento.

A Federação Portuguesa de Tauromaquia apresentou ainda valores comparativos com outros tipos de atividades culturais, como o cinema e o teatro, considerando que estas áreas ficam a uma "grande distância" dos números apresentados pelas corridas de toiros.

"A título exemplificativo, o teatro tem um número médio de 126 espetadores por sessão (dados Pordata 2013), enquanto o cinema tem um número médio de 22 espetadores por sessão (dados 2013 do Instituto do Cinema e Audiovisual)", observa a Prótoiro.

"Analisando a afluência de público às praças, no ano de 2014, registaram-se aproximadamente 454 mil espetadores. Face ao ano de 2013, destaca-se um aumento do número médio de espetadores por espetáculo, em particular nas corridas de touros, passando dos 2.145 espetadores em 2013 para os 2.240 espetadores em 2014", lê-se no documento.

A Federação Portuguesa de Tauromaquia apresentou ainda valores comparativos com outros tipos de atividades culturais, como o cinema e o teatro, considerando que estas áreas ficam a uma "grande distância" dos números apresentados pelas corridas de toiros.

"A título exemplificativo, o teatro tem um número médio de 126 espetadores por sessão (dados Pordata 2013), enquanto o cinema tem um número médio de 22 espetadores por sessão (dados 2013 do Instituto do Cinema e Audiovisual)", observa a Prótoiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG