Ex-SCUTs do Norte perderam 43 mil viaturas por dia

A queda mais acentuada verificou-se na zona do Grande Porto. Tendência começou a desenhar-se desde finais de 2009.

As três antigas concessões SCUT do Norte perderam, nos últimos dois anos, quase metade do tráfego médio diário, indica o relatório referente ao movimento no quatro trimestre de 2011 do Instituto Nacional de Infraestruturas Rodoviárias (INIR).

No total, segundo o documento, aquelas três concessões perderam, entre 2009 e 2011, em período homólogo (quarto trimestre), mais de 43 mil viaturas todos os dias.

A redução mais substancial foi sentida na concessão do Grande Porto, que movimentava no último trimestre de 2009, diariamente, cerca de 39 560 viaturas.

Em 2010, já com o efeito da cobrança de portagens que se fez sentir a partir de outubro desse ano, o quarto trimestre fechou com um Tráfego Médio Diário (TMD) de 24 142 viaturas.

Segundo o último relatório do INIR, referente ao quarto trimestre de 2011, o movimento diário naquela concessão voltou a cair quase três mil viaturas por dia, para 21841.

Entre períodos homólogos de 2009 a 2011, aquela concessão registou uma perda de movimento de 45 por cento, equivalente a menos 17 719 viaturas todos os dias.

Uma quebra semelhante foi sentida na concessão Costa de Prata, que movimentava no último trimestre de 2009, diariamente, 36 473 viaturas. No ano seguinte, já refletindo o efeito da introdução de portagens, esse valor caiu para 22 887.

No quarto trimestre de 2011, aquela concessão voltou a decrescer no movimento, para 20128 viaturas, uma quebra de 45% desde 2009. O equivalente a menos 16 345 viaturas por dia.

A A28, autoestrada que integra a concessão Norte Litoral e que liga Viana do Castelo ao Porto, registou no último trimestre de 2011 um TMD de 24 120 viaturas, menos 1549 diárias face ao mesmo período de 2010 (25 669).

No quarto trimestre de 2009 - antes da introdução de portagens -, a A28 movimentava, todos os dias, 33 095 viaturas, pelo que, segundo os números do INIR, a quebra dos últimos dois anos foi de 27%, o equivalente a menos 8975 viaturas diárias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG