Estradas de Portugal anuncia início da cobrança no IC3 a partir de terça-feira

A Estradas de Portugal anunciou hoje que a cobrança de portagens nos três primeiros sublanços do IC3, entre a A23 e Tomar (Santa Cita), entra em vigor na próxima terça-feira, 01 de Novembro.

Em comunicado, a empresa afirma que o IC3 (itinerário complementar) foi convertido em A13 (autoestrada) no âmbito da subconcessão Pinhal Interior, tendo sido sujeito a obras de beneficiação ao nível dos pavimentos, equipamentos de segurança, sinalização e telecomunicações. A via vai ter disponível vigilância e assistência permanente (24 horas/sete dias por semana).

"Estas medidas permitem, por um lado, melhorar as condições de circulação e segurança e, por outro, assegurar a continuidade com os futuros lanços de autoestrada a norte e, desta forma, a ligação da A23 à zona de Coimbra em perfil de contínuo de autoestrada", afirma a empresa. A EP adianta esperar que a A13/IC3 entre Tomar e Condeixa esteja concluída até ao fim de 2012. Segundo a nota, os valores a cobrar nos sublanços da A13 agora portajados são de cinco cêntimos (classe 1), 10 cêntimos (classe 2), 15 cêntimos (classe 3) e 20 cêntimos (classe 4) entre a saída do nó da A23 e o nó da Atalaia, valores que sobem para 35, 60, 75 e 80 cêntimos, respetivamente, no troço entre o nó da Atalaia e o nó da Asseiceira, e para 40, 65, 85 e 95 cêntimos, entre o nó da Asseiceira e a saída para Santa Cita.

A Estradas de Portugal sublinha que a cobrança é feita "com recurso ao sistema exclusivamente electrónico, sem possibilidade de pagamento manual no local, sendo este apenas possível em regime de pós-pagamento". A nota refere que o dispositivo electrónico pode ser adquirido nas lojas da Via Verde ou nos balcões dos CTT. O pagamento da taxa de portagem, que tem vindo a ser contestada por utentes e órgãos autárquicos, pode ser feita nos balcões dos CTT e da rede Payshop, "no prazo de cinco dias úteis, contados a partir do segundo dia após a passagem, bastando para isso indicar o número da sua matrícula", acrescenta.

"O tráfego local, correspondente à circulação entre dois nós consecutivos com passagem unicamente sob um pórtico, será isento do pagamento de portagem", lê-se ainda na nota. A EP lembra que os veículos de matrícula estrangeira "estão igualmente obrigados ao pagamento de portagem, podendo optar pela aquisição de títulos Pré-pagos com validade limitada temporalmente, ou comprar ou alugar um dispositivo electrónico no qual é possível fazer pré-carregamento ou optar pelo débito directo na conta bancária", não estando disponível a modalidade pós-pagamento.

A empresa lembra que a subconcessão do Pinhal Interior foi adjudicada em Janeiro de 2010, tendo o respectivo contrato sido assinado em Abril desse ano, estando prevista a conclusão integral da construção integrada nesta subconcessão no terceiro trimestre de 2013.

Exclusivos