Escrever obras é critério para todos os professores

Concurso para professor de Educação Visual tinha como subcritério ser autor ou coautor de obras científicas. Diretor da escola explica que este critério tem pouco peso na ponderação e é pedido a todos os docentes.

A Escola Secundária de Paços de Ferreira foi um dos casos de concursos com critérios, à primeira vista, curiosos para a seleção de professores, divulgados pelo blogue do professor Arlindo Ferreira e que o DN noticiou na segunda-feira. Esta escola pede aos seus docentes que sejam autores ou coautores de obras pedagógicas ou científicas.

Um critério que o diretor José Sousa explicou agora ao DN ser pedido a todos os docentes. "É pedido a todos e é um dos que menos peso tem na ponderação". Além disso, o responsável acrescenta que este "critério é objetivo e foi votado, como todos os outros critérios, em conselho pedagógico", negando assim ser uma característica que é pedida à medida de algum candidato.

"Temos dois horários - um de Educação Visual e outro de Matemática - em aberto e os dois com este subcritério. Se fosse para alguém que conhecemos ficar com o lugar não estavam vagos desde 15 de setembro", acrescenta José Sousa.

No fundo, a escola diz estar a defender a qualidade e especialização do corpo docente. "Estamos a falar de trabalhos académicos feitos no âmbito da licenciatura, pós-graduação ou mestrado. Até de formações contínuas, não precisa de ser um manual".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG