'Escolha de Nobre desrespeitou AR e figuras do PSD'

O ex-candidato presidencial considerou hoje que o líder do PSD manifestou "falta de respeito" pelo Parlamento e por "figuras" sociais-democratas ao prometer apoiar Fernando Nobre para presidente da Assembleia da República.

AR: Alegre acusa Passos Coelho de desrespeitar Parlamento e figuras do PSD com a escolha de Nobre (C/ÁUDIO)

A posição de Manuel Alegre foi assumida em declarações à agência Lusa e Antena 1, após ter apresentado um livro do Instituto Franco Português, em Lisboa.

"Neste episódio de se pretender candidatar Fernando Nobre a presidente da Assembleia da República, mais do que a decisão que o doutor Nobre tomou - e que a mim não me surpreendeu -, o que me assusta é que um candidato a primeiro-ministro tenha mostrado uma tal falta de consideração e de respeito pelo Parlamento. Desrespeito até por figuras do seu próprio partido que poderiam naturalmente aspirar e tinham o direito de ser presidentes da Assembleia da República", lamentou Manuel Alegre.

O candidato presidencial apoiado pelo PS e Bloco de Esquerda disse depois estar "assustado com a desconsideração que ele [Pedro Passos Coelho] fez ao Parlamento, porque ninguém é eleito deputado para se ser presidente da Assembleia da República".

"Os deputados é que elegem o presidente da Assembleia da República. Lembro-me de uma sessão, com o prof. Barbosa de Melo [em 1991], que, por questões internas do PSD, apenas foi eleito presidente da Assembleia da República à terceira tentativa", referiu o ex-candidato presidencial, então deputado do PS no Parlamento.

De acordo com Manuel Alegre, nestes episódios que envolveram Fernando Nobre, seu adversário nas últimas eleições presidenciais, "a promessa do cargo de presidente da Assembleia da República" feita por Passos Coelho "demonstra uma grande desconsideração e falta de respeito por pessoas do PSD, como Mota Amaral, António Capucho ou Marques Mendes, que legitimamente poderiam aspirar a ser presidentes do Parlamento".

"Mota Amaral tinha muito mais condições para ser presidente da Assembleia da República, até porque já exerceu este cargo, do que o doutor Fernando Nobre", acrescentou Alegre.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG