Escolas pedem dinheiro para material e visitas de estudo

Encarregados de Educação são chamados a contribuir para atividades extra dos filhos, principalmente nos primeiros anos de escola. No pré-escolar pode chegar aos 15 euros/mês, mas no 1.º ciclo não ultrapassa os 50 euros anuais.

Pagar visitas de estudo, cartolinas para trabalhos e materiais para festas da escola é um pedido que cada vez mais escolas fazem aos pais dos alunos. Principalmente no pré-escolar e no 1.º ciclo, reconhece a Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), que lembra que as escolas devem fazer sempre estes pedidos numa lógica voluntária. "Quem quiser contribuir pode fazê-lo, mas não são obrigados", aponta Jorge Ascenção.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG