Escola já contratou dez professores para o mesmo lugar

Diretores das escolas queixam-se de modelo de contratação que permite aos professores abandonar o lugar sem justificações nos primeiros 30 dias. Educação Especial tem sido área mais difícil de manter professores.

Contratados concorrem a todas as vagas disponíveis e quando têm lugar para horário melhor ou mais perto de casa, saem e deixam alunos sem aulas. Em Telheiras quatro turmas ( duas do 8.º ano e duas do 9.º) começaram a ter aulas na quinta-feira.

Diretores e pais pedem mudança nas regras do concurso, mas Ministério da Educação e Ciência garante apenas que tem acompanhado casos mais difíceis e que escolas estão preparadas para responder a estas situações.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG