Ensino vocacional arranca este ano para 200 alunos

Ensino em que os alunos do 3.º ciclo aprendem um ofício arrancou já este ano letivo, um projeto-piloto anunciado pelo DN no final de agosto. Foi ontem publicada em Diário da República a portaria que regulamenta a alternativa curricular que já está a ser testada em 12 escolas (duas das quais privadas).

Tal como o DN tinha avançado, o Ministério da Educação e Ciência lança o ensino vocacional para os estudantes do 3.º ciclo que queiram optar por esta via. No entanto, este "será particularmente recomendado aos alunos com duas retenções no mesmo ciclo ou três entre o 1.º e 6.º ano de escolaridade", sublinha a tutela em comunicado.

Além das 12 escolas que agora vão testar o ensino vocacional outras poderão candidatar-se para acolher o projeto no próximo ano letivo, já que ainda não vai ser generalizado. As escolas oferecem três profissões que os alunos aprenderão em complemento às disciplinas estruturais: Matemática, Português, Inglês e Educação Física, que terão uma carga horária semelhante à do ensino regular.

Entre as profissões que podem ser ensinadas estão croché, massagista, socorrista, eletricista, fotografia, entre outras. O ensino vocacional é organizado por módulos, "o que permitirá aos alunos concluí-los de forma faseada. A duração de cada ciclo não é fixa, podendo ser adaptada aos conhecimentos já adquiridos e ao percurso escolar dos alunos", explica o Ministério.

No final de cada ciclo os estudantes podem regressar ao ensino regular, basta que façam os exames nacional exigidos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG