16 abril 2015 às 00h23

Empresas apoiadas pelo Estado pagam 505 euros a engenheiros, professores e farmacêuticos

Salário mínimo é o valor que as empresas oferecem a licenciados e mestres. Economistas apelidam estas ofertas de "vergonhosas".

/img/placeholders/redacao-dn.png
Ana Bela Ferreira
/img/placeholders/redacao-dn.png
Ana Bela Ferreira