Embaixada dos EUA em Portugal reage aos "rumores" de ameaça terrorista

Nota oficial surge depois da explicação de Helena Fazenda e de notícias que davam conta da alteração do nível de alerta terrorista em solo nacional

Depois de esta quinta-feira a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, Helena Fazenda, ter garantido que Portugal não alterou o grau de ameaça terrorista e que este "se mantém em grau moderado", a Embaixada dos EUA em Portugal reagiu também às "falsas informações" que apareceram nas redes sociais.

"A Embaixada dos EUA em Lisboa informa os cidadãos norte-americanos que falsas notícias tendo em conta a ameaça terrorista em Portugal estão a circular nas redes sociais. A mensagem, que parecer circular principalmente no WhatsApp, diz que a 'embaixada e a polícia' confirmaram que existem terroristas em Lisboa, e que centros comerciais, hotéis e grandes aglomerados de gente devem ser evitados. A segurança da embaixada confirmou com a polícia e com outras fontes que não existem razões para tal. A polícia confirmou que o nível terrorista em Portugal permanece inalterado ('moderado')", escreveu a embaixada norte-americana, acrescentando que continua a aconselhar os cidadãos norte-americanos a terem cuidado em sítios com muita gente.

A Secretária-Geral do Sistema de Segurança Interna informou também esta quinta-feira que "todas as forças e serviços de segurança que integram a Unidade de Coordenação Antiterrorismo estão a trabalhar em completa articulação e em cooperação com as suas congéneres, acompanhando o contexto internacional no âmbito da ameaça terrorista".

Contactada pela agência Lusa, Helena Fazenda explicou que o comunicado foi emitido porque estavam a circular "rumores" sobre a subida dos níveis de alerta contra o terrorismo em Portugal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG