Edição portuguesa entregue ao Papa

Editor nacional, Henrique Mota, entrega amanhã a Bento XVI  a primeira edição do livro, numa audiência privada.

A primeira edição em português do livro Luz do Mundo. O Papa, a Igreja e os Sinais dos Tempos, onde constam as declarações de Bento XVI ao jornalista alemão, vai directamente para o próprio Papa. Bento XVI receberá amanhã, das mãos de Henrique Mota, editor da Principia Editora (à qual pertence a marca Lucerna), o livro que estará nas livrarias no dia 30, depois de uma corrida contra o tempo para antecipar a sua publicação.

Numa iniciativa inédita, o Papa receberá em audiência privada os doze editores que vão publicar o livro em sete línguas: alemão, italiano, francês, inglês, polaco, português e croata. "O Papa concede muito poucas audiências privadas. Pelo que é muito significativo que o faça agora", disse ao DN Henrique Mota, acrescentando que a sugestão terá partido da Libreria Editrice Vaticana, editora que detém os direitos mundiais.

O número 1 da pré-edição numerada será entregue ao Papa e nove exemplares portugueses ficarão no Vaticano. Os outros editores oferecerão as suas edições.

A cerimónia privada seguir-se-á à apresentação pública que será feita em conferência de imprensa no Vaticano, amanhã de manhã.

Esta não será a primeira vez que o editor português, com mais de 14 títulos do Papa já publicados, estará com Bento XVI. Henrique Mota trocou algumas palavras com Joseph Ratzinger no ano passado, numa cerimónia de beija-mão em Roma, na qual o Papa se despediu com um "até Lisboa". Como esteve envolvido na organização da visita a Portugal, Henrique Mota voltou a estar com o Papa em Fátima, numa conversa pessoal onde falaram sobre a editora.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG