Edgar Silva acusa Cavaco de agir em função dos mercados

Candidato do PCP a Belém defende que presidente deve ser leal à decisão da maioria dos deputados

O candidato presidencial do PCP, Edgar Silva, acusou hoje o Presidente da República de agir de forma a agradar aos mercados financeiros, considerando que Cavaco Silva deve ser leal à decisão da maioria dos deputados, que apoia uma solução governativa.

"Até agora, o atual Presidente da República tem estado mais preocupado em decidir em função do que ele pensa que pensam os mercados, em função daquilo que ele acha que é melhor para os especuladores e os agiotas", afirmou Edgar Silva, à margem de uma reunião com os Bombeiros Voluntários de Algueirão-Mem Martins.

O candidato a Belém referiu também que "se o parlamento reúne as condições para a viabilização de uma solução de Governo, seja ela ou não da vontade do Presidente, seja ela ou não ao gosto do Presidente, o Presidente não pode impor a sua vontade, a sua subjetividade, aquela que é a verdade democrática, aquela que é a vontade que a maioria decide".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG