Diretor geral da administração escolar pede demissão

O diretor geral da administração escolar, Mário Pereira, apresentou a demissão. O ministro da Educação, Nuno Crato, aceitou o pedido.

Em causa está a polémica da bolsa de contratação de escola, contestada pelos sindicatos dos professores e que - assumiu hoje o ministro no Parlamento, com um pedido de "desculpa" - tinha um erro na ponderação que afetava a média das candidaturas.

Com isso, houve professores que subiram na hierarquia enquanto outros ficaram de fora quando teriam classificação para estarem na escola.

A colocação de 2500 professores nas escolas na última sexta está agora em causa.

Exclusivos