Dia Mundial do Yoga é domingo em Cascais

Cascais é o local escolhido este ano em Portugal para se assinalar no domingo o Dia Mundial do Yoga, uma iniciativa internacional que teve a sua origem na Confederação Portuguesa de Yoga, comemorada pela primeira vez em 2002. Os eventos irão sucedendo desde as 10.30 da manhã até final da tarde.

Domingo, espera-se em Cascais a presença de mais de mil elementos vindos de várias partes do mundo para o Dia Mundial do Yoga, e pela primeira vez com participantes das escolas da Rússia, o quarto país a nível mundial com mais praticantes. Mas os eventos começam sábado com um dia inteiro de conferências sobre diversos temas de ciência e sessões de observação dos astros, anunciou o presidente da Confederação Portuguesa do Yoga, Jorge Veiga e Castro, ou de nome iniciático Jagat Guru Amrta Súryánanda Mahá Rája, num encontro com vários órgãos da imprensa para anunciar o acontecimento.

Este irá decorrer no estádio do Grupo Dramático e Sportivo de Cascais. A entrada é livre.

Além da divulgação desta disciplina, em que se conjugam aspectos físicos e espirituais ou mentais, o Dia Mundial do Yoga tem como objectivo conseguir que se vivam "24 horas sem conflito, sem violência no mundo", afirmou Jagat Guru Amrta Súryánanda Mahá Rája, que detém o título de grande mestre. Em paralelo, visa-se também uma "globalidade justa".

Do programa de domingo, além de várias apresentações e demonstrações de mestres e praticantes, consta a entrega do Prémio Gandhi-Sérgio Vieira de Mello, exemplo de duas pessoas que evidenciaram a importância a paz, um empregando os meios não violentos e outro intervindo na solução de conflitos internacionais. Este será distinguido o cineasta Manoel de Oliveira, que, aos 105 anos, "continua ativo e isto é importante para um país com a população envelhecida", além de "exportar o nome de Portugal" com "excelência", referiu Jorge Veiga e Castro no encontro com os media, que teve o patrocínio da embaixada da Índia em Lisboa.

Dos eventos de domingo consta ainda um conjunto de iniciativas dedicadas às crianças que, segundo Jagat Guru Amrta Súryánanda Mahá Rája, são praticantes entusiásticos da disciplina.

Mas, devido à dimensão que o evento foi tomando desde a primeira vez que se realizou em 2002, realizações paralelas às demonstrações de yoga, que decorriam no mesmo dia, foram transferidas para o dia anterior. As conferências, que abordam desde questões filosóficas a questões científicas e, naturalmente, aspectos do Yoga, decorrem este ano na Casa de Histórias Paula Rego, desde a manhã de sábado. Também aqui a entrada é livre.

Jorge Veiga e Castro notou que o Dia Mundial do Yoga, uma iniciativa criada pela confederação portuguesa desta disciplina em 2001 e que teve a sua primeira realização no ano seguinte, é comemorado em muitos países dos vários continentes e tem candidatura apresentada junto da UNESCO para a sua oficialização como evento internacional.

O yoga em Portugal conta neste momento com milhares de seguidores e existem "37 centros" ativos no país, prevendo-se em breve "que cheguemos aos 41", referiu o grande mestre nacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG