DGS garante que carne infectada não veio para Portugal

Novo surto com estirpe rara da bactéria obrigou ao internamento de sete crianças em França. Infecção está associada ao consumo de hamburgueres.

@page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm }

Sete crianças estão internadas em França vítimas de uma variante rara da bactéria E.coli associado ao consumo de hamburgueres vendidos nos supermercados Lidl. Apesar de não se tratar da mesma estirpe que causou a infecção na Alemanha, os sintomas são semelhantes. Todas as crianças sofrem de diarreiras hemorrágicas e três tiveram de ser submetidas a diálise. A Direcção Geral de Saúde garantiu que a carne suspeita foi apenas vendido na zona de Lille.

Leia mais no e-paper do DN.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG