Dezoitos pessoas constituídas arguidas na operação "All in"

Dezoitos pessoas foram constituídas arguidas numa operação de combate ao njogo ilegal desencadeada pela GNR no Funchal, anunciou, esta terça-feira, o Comando Territorial da Madeira da polícia.

A operação, desencadeada após quatro meses de investigação, visou "um grupo de indivíduos que organizava torneios de póquer clandestinos" e foi realizada na sequência de um mandato de busca e apreensão emitido pelo Tribunal Judicial do Funchal, informou a GNR em comunicado.

A GNR adianta que foi elaborado um auto de notícia pelos crimes de exploração ilícita de jogo, prática ilícita de jogo e presença em local de jogo ilícito e também dois autos de contraordenação.

Na operação intitulada de "All in" foram apreendidas duas viaturas, 18 telemóveis, um iPad, um computador portátil, material de jogo e 2283,04 euros, refere o comunicado, explicando que o valor presumível das apreensões é de 47.173.04 euros.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG