Detidos dois suspeitos de homicídio em quinta de Palmela

Os homens, de 35 e 38 anos, ficaram em prisão preventiva.

A PJ de Setúbal deteve ontem os dois suspeitos da morte de um homem de 40 anos na sequência de um tiroteio numa quinta isolada de Palmela de que resultou ainda gravemente ferido o cunhado da vítima.

O episódio ocorreu a 15 de março, sendo que um terceiro elemento, um jovem de 18 anos, conseguiu fugir e alertar as autoridades, que ainda montaram um perímetro na região com dezenas de militares, mas sem sucesso. Os suspeitos, de 35 e 38 anos, estão agora em prisão preventiva.

Segundo fonte próxima da investigação, há indícios de que os três homens terão entrado na Quinta de Santo António, abandonada na zona de Pinheiro Ramudo, na localidade de Olhos de Água, com "a intenção de furtarem peças de uma viatura todo-o-terreno que aí se encontrava".

Porém, depararam-se com os presumíveis autores dos disparos a tentarem desmontar a cobertura metálica do picadeiro ali existente. "Acabaram por se envolver num grave confronto físico", diz a PJ, tendo um dos suspeitos desferido disparos com uma caçadeira, que provocaram a morte imediata ao homem de 40 anos, enquanto o cunhado, de 41, ficava ferido, vindo a ser hospitalizado.

A pista que começou por ser seguida foi, precisamente, a existência de um negócio em torno do roubo de cobre, uma vez que a quinta terá vindo a ser utilizada para desmantelar viaturas e derreter este metal ao longo dos últimos tempos. Para se chegar à moradia, outrora de luxo, é preciso percorrer uma estrada de terra batida ao longo de mais de um quilómetro.

Os presumíveis autores dos disparos são ainda suspeitos de terem roubado um automóvel Seat Marbella, horas antes, no Montijo, mas após o tiroteio terão fugido a pé.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG