Detido jovem suspeito de atear fogo que matou bombeira

Dois jovens, de 20 e 28 anos, foram identificados pela Polícia Judiciária como responsáveis pelo incêndio que queima a serra do Caramulo desde 20 de agosto, que causou a morte à bombeira Cátia Pereira Dias e que feriu outros três colegas. O suspeito mais novo foi detido e o outro está referenciado apesar de ter fugido para o estrangeiro, segundo disse ao DN fonte da PJ.

Os suspeitos, segundo a mesma fonte, terão agido num quadro de vingança depois de terem sido multados por militares da GNR.

Para identificar os dois suspeitos a PJ contou com o apoio da GNR de Santa Comba Dão. O jovem detido deverá ser este sábado presente a tribunal para conhecer as medidas de coação.

A PJ já deteve este ano 52 pessoas pela eventual prática do crime de incêndio florestal.Trinta destes detidos estão em prisão preventiva.

Dois incêndios de grandes dimensões destruíram a Serra do Caramulo nos últimos dias.

O último destes grandes focos foi dominado hoje, às 19:09.

Apesar de estar dominado, a Autoridade Nacional da Proteção Civil, através da sua página na internet, mantém a informação de que estavam no no terreno mais de 800 operacionais e mais de 200 veículos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG