Desemprego é o futuro para cerca de 37 mil professores

Dos 43 mil docentes ainda por empregar, apenas 5794 conseguiram ontem um contrato para lecionar este ano letivo. Há mais 1900 lugares para disponibilizar nas escolas

Dos 43 mil professores que ainda estavam sem colocação nas escolas portuguesas, apenas 6593 foram chamados na Contratação Inicial de Professores. De acordo com a nota de imprensa do Ministério da Educação e da Ciência, foram colocados 5454 professores contratados, aos quais se juntam 793 através do recurso a professores de carreira que estavam sem componente letiva (DACL).

Para a Fenprof, os números ontem divulgados "confirmam que a instabilidade e o desemprego são imagens que marcam o início de um ano letivo que o ministro da Educação e o primeiro-ministro teimam em considerar absolutamente normal". No entender da federação de professores liderada por Mário Nogueira, "dos cerca de 43 mil docentes desempregados, foram colocados 5454, dos quais 879 em horários temporários".

LEIA MAIS NO E-PAPER DO DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG