"Declaração de paz" aprovada

O Conselho Geral da Fundação Cidade de Guimarães aprovou hoje uma "declaração de paz" dando conta da abertura de um "novo ciclo" na Capital Europeia da Cultura Guimarães 2012.

Jorge Sampaio, presidente do Conselho Geral da Fundação Cidade de Guimarães, afirmou no final da reunião de hoje que esta é uma "declaração de paz". Aprovada por unanimidade, a declaração do órgão máximo da entidade encarregada da programação não material da Capital Europeia da Cultura (CEC) Guimarães 2012 esclarece que "um novo ciclo agora se abre".

Assim, explicita o texto, a Câmara Municipal de Guimarães entendeu justificar-se "uma renovação na equipa de responsáveis da Fundação Cidade de Guimarães", aludindo desta forma a saída de Cristina Azevedo da presidência da Fundação. O Conselho Geral considera que é "condição decisiva" da CEC a "criação de condições para que Guimarães e o País se envolvam com entusiasmo na celebração de 2012".

O órgão máximo da Fundação reconhece ainda a Cristina Azevedo, que hoje rescindiu o vínculo com a Fundação, "rigor, equidade, independência e transparência na defesa dos interesses associados à prossecução" dos objectivos inerentes ao cargo que ocupava.

Segundo a declaração, a produção do programa já está contratualizada "ou em vias disso" depois de um "longo e exigente processo de preparação da Guimarães 2012". O texto chama ainda a atenção para a "complexidade" dos processos de candidatura a financiamentos e que a "Fundação sempre colocou um extremo rigor no tratamento destas questões".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG