Costa diz que "governo de gestão é a pior das soluções"

Líder socialista salienta que "não há nenhuma razão para se criarem criarem crises políticas artificiais"

Sem querer explicitamente exigir ao Presidente da República uma decisão rápida, o líder do PS afirmou no entanto o que pensa do arrastamento do impasse.

"A pior das soluções é um governo de gestão. Até nisso o PSD está de acordo", disse esta noite, entrevistado na RTP 1. Segundo acrescentou, "aquilo que o Presidente da República explicitou como sendo importante" para a formação de um Governo, a "estabilidade e o suporte maioritário" no Parlamento, "são condições reunidas" pelo PS.

Dito de outra forma: "Não há nenhuma razão para se criarem criarem crises políticas artificiais."

Para o líder socialista, um governo de gestão - que é a situação em que Portugal atualmente vive - tem "capacidades governativas muito limitadas" e "nem sequer um Orçamento do Estado pode apresentar".

No final da entrevista, Costa disse que o facto de o rating da República permanecer inalterado é um "sinal da maior importância" para confirmar que os mercados não têm medo de um governo do PS apoiado pelo resto da esquerda parlamentar.

Para as agências, disse, o que interessa é o valor da "estabilidade" que a maioria de esquerda garante, no seu entender. E portanto "seria um erro muito grande manter este clima de incerteza e optar por governos de gestão ou por eleições de seis em seis meses".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG