Congelamento de promoções vai esfrangalhar Forças Armadas

O presidente da Associação 25 de Abril, Vasco Lourenço, disse na sexta-feira à noite, em Torres Vedras, que o congelamento das progressões aos militares pelo Governo poderá comprometer as Forças Armadas.

"O congelamento das promoções vai esfrangalhar por completo as Forças Armadas", disse Vasco Lourenço, questionando se "queremos ou não queremos as Forças Armadas" para responder que, em caso de o país querer, "tem de lhes dar condições para exercerem as suas funções".

Para o responsável, "está a haver uma descaracterização muito grande das Forças Armadas".

Vasco Lourenço lembrou que os militares não podem ser tratados como "simples funcionários públicos" quando lhes são pedidos "sacrifícios e missões e até a vida", justificando a sua posição de que "é preciso dar-lhes condições" e não congelar as progressões na carreira militar.

O presidente da Associação 25 de Abril falava à margem de uma conferência sobre os "50 anos da Guerra Colonial", durante o acampamento nacional "Summer Fest" da Juventude Socialista em Santa Cruz, Torres Vedras.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG