Concurso de 2013 vai ter 350 novas bolsas aprovadas

Orçamento do concurso individual de bolsas cujos resultados causaram protestos na comunidade científica foi reforçado em seis milhões de euros

Entre 300 e 350 novas bolsas vão ser ainda aprovadas no âmbito de concurso de bolsas individuais 2013 da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), cujos resultados, conhecidos a 15 de janeiro, desencadearam uma onda de protestos por parte da comunidade científica.

O acréscimo de bolsas será feito com base na reavaliação das candidaturas não aprovadas, incluindo as que foram inscritas pelos candidatos em audiência prévia, que é na prática uma espécie de recurso. O prazo para requerer a audiência prévia termina hoje e a FCT espera ter pelo menos um milhar de pedidos nesse sentido.

As novas bolsas resultam de um acréscimo de seis milhões de euros no orçamento da FCT para esse propósito, anunciado ontem pelo ministro Nuno Crato, e que o presidente da FCT, Miguel Seabra, encara como "um ajustamento necessário".

A esta verba são acrescentados outros seis milhões de euros destinados às unidades de I&D que preencham determinados requisitos de qualidade e que deverão ser obrigatoriamente utilizados em reforço de recursos humanos. Este incentivo poderá abranger cerca de 140 unidades e o montante mínimo a receber é de 12 mil euros.

Estas são informações divulgadas hoje on line pela FCT na sua newsletter de Fevereiro, na qual é anunciado também o calendário das várias ações previstas e respetivas verbas para 2014.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG