Como foram os sete jovens arrastados pelo mar do Meco

Os cinco jovens desaparecidos domingo - quatro raparigas e um rapaz - integravam um grupo de sete alunos da Universidade Lusófona que tinha alugado casa em Alfarim para passar um fim de semana naquela zona do concelho de Sesimbra e que foram arrastados por uma onda, na praia do Meco.

Um dos jovens arrastados conseguiu sair da água por meios próprios e alertar as autoridades para a tragédia que ocorreu cerca da 1:00 da madrugada e que provocou um morto, encontrado na manhã de domingo, e cinco desaparecidos. Desde domingo as autoridades estão à procura dos desaparecidos. Hoje os pontos de pesquisa foram localizados a sul da praia do Meco até à praia dos Lagosteiros, no Cabo Espichel.

De acordo com a autoridade marítima, há um total de cerca de 50 efetivos, da Polícia Marítima e dos Bombeiros de Sesimbra, envolvidos nas operações, além da tripulação da fragata Bartolomeu Dias e da lancha de fiscalização Cisne.As buscas por mar são ainda apoiadas por duas embarcações semi-rigidas.

Veja a infografia em ecrã inteiro

Exclusivos