Comissões de Proteção de Crianças com 1951 processos

O secretário regional dos Assuntos Sociais da Madeira, Francisco Ramos, anunciou hoje que as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) na região tiveram no ano passado 1951 processos, menos 243 do que em 2012.

"Continuam a ser muitos casos, apesar desta redução", disse Francisco Ramos na abertura do "XIII Fórum da Criança", subordinado ao tema "Da prevenção à autonomização".

Em 2013, as comissões "tiveram na região um total de 1951 processos de promoção e de proteção. Destes, 897 transitaram já de 2012, mas 796 foram instaurados e 258 foram processos reabertos. No total foram arquivados 1008 processos", afirmou.

Francisco Ramos revelou que as problemáticas mais sinalizadas foram a exposição a comportamentos que podem comprometer o bem-estar das crianças e jovens, com 594 casos. A negligência esteve na base de 466 casos, enquanto 292 se prenderam com situações de perigo, em que está em causa o direito à educação da criança, e 260 casos foram relativos a comportamentos que podem afetar o bem-estar das crianças e jovens.

O Funchal liderou o número de processos com 747, seguindo-se Santa Cruz, com 358, e Câmara de Lobos, com 280 casos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG