Trabalhadores do Infarmed vão ser ouvidos na AR sobre mudança da sede

A comissão que representa os funcionários pretende mostrar algumas contradições que terão sido manifestadas pelo Ministério da Saúde

A comissão de trabalhadores do Infarmed vai ser ouvida na comissão parlamentar de Saúde para prestar esclarecimentos sobre a decisão de transferência da sede do organismo para o Porto.

Uma nota da comissão de trabalhadores da Autoridade do Medicamento -- Infarmed enviada à agência Lusa, refere que os representantes dos funcionários se congratulam com "a iniciativa de que irá ser requerida a sua presença para esclarecimentos à comissão de saúde".

O ministro da Saúde foi ouvido esta quarta-feira em comissão parlamentar sobre a decisão do Governo de transferir para o Porto a sede do Infarmed, uma decisão que teve a discordância da maioria dos trabalhadores da instituição, que afirmaram que recusam deslocar-se.

A comissão de trabalhadores diz ainda que na comissão parlamentar de saúde pretende mostrar algumas contradições manifestadas pelo Ministério da Saúde: "Esta será uma oportunidade para esclarecer os senhores deputados sobre algumas informações prestadas pelo senhor ministro da Saúde, que contradizem a informação por ele prestada aos representantes dos trabalhadores do Infarmed no decorrer da reunião realizada no Ministério da Saúde a 11 de dezembro".

O anúncio de que a sede da Autoridade Nacional do Medicamento sairia de Lisboa para o Porto foi feito pelo ministro Adalberto Campos Fernandes a 21 de novembro durante uma conferência em Lisboa e apanhou de surpresa os trabalhadores da instituição.

O anúncio foi feito um dia depois de se saber que o Porto não foi a cidade escolhida para receber a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA).

Exclusivos