Combate na época mais crítica terá 44 meios aéreos

O dispositivo sazonal de combate a incêndios florestais vai contar este ano com 44 meios aéreos, mais três do que em 2011, disse hoje à agência Lusa fonte do Ministério da Administração Interna (MAI).

Segundo a mesma fonte, o Governo já autorizou uma verba até 36,5 milhões de euros para a contratação dos meios aéreos necessários para o combate aos incêndios florestais durante este ano.

A fonte do MAI adiantou que os 44 meios aéreos vão ser contratados pelo Empresa de Meios Aéreos (EMA), que este ano ainda vai ser responsável pelo combate dos fogos florestais.

O MAI garante que a EMA vai ser extinta, mas enquanto o processo não está concluído, esta empresa continuará a ser responsável pela gestão dos meios aéreos.

Os 44 meios aéreos vão estar operacionais durante época mais crítica em incêndios florestais, no Verão.

Além da contratação destes meios, os ministérios da Administração Interna e da Saúde vão lançar em conjunto um concurso público internacional para a contratação de meios aéreos, que serão partilhados pelo INEM e pela Protecção Civil.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG