Coelho à Caçador

Este prato deve a sua designação ao coelho bravo que vive no mato em terreno seco e arenoso, em colónias bastante grandes, uma vez que se reproduz durante quase todo o ano (sobretudo entre Março a Maio), e tem normalmente uma duração de cerca de nove anos de vida. A facilidade de reprodução e o elevado número que as suas populações podem atingir, ao ponto de se tornarem verdadeiras pragas para as culturas agrícolas, cedo se tornaram razão para que os homens os caçassem. Uma forma de proteger as colheitas e, ao mesmo tempo, aproveitar a sua pele para o comércio e implementar a sua carne nos seus hábitos alimentares.

Como se faz:

Na confecção deste prato, o coelho é previamente colocado numa taça e temperado de alho, pimenta, louro e colocado em vinho tinto de qualidade (preferencialmente, vinho do Dão, produto DOP), e deixado a marinar para o dia seguinte.

Num tacho de ferro, faz-se um refogado com o azeite, a cebola em rodelas finas, o toucinho e os tomates, ao qual se acrescenta a carne marinada.

Ferve em lume brando, regando se necessário somente com vinho (nunca água).

No final acrescenta-se o alecrim.

VOTE AQUI

Exclusivos