Clube do Riso promove ginástica da gargalhada

Riem-se de tudo e de nada a partir de mímicas, cada uma com o nome de um riso, durante uma hora, transformando uma sessão de "yoga do riso" numa aula de ginástica da gargalhada.

Acontece todas as quartas-feiras, numa colectividade de Leiria, pelo Clube do Riso com o mesmo nome, um dos cerca de 20 que, no país, promovem o "yoga do riso", modalidade que nasceu na Índia, em 1995.

"Tenta-se estimular o riso, não recorrendo ao sentido de humor, mas sim a pequenas mímicas que não são mais que pretextos para rir sem razão alguma", explica à agência Lusa Leonilde Pedroso, dinamizadora das sessões e responsável pelo Clube do Riso de Leiria, que não é mais do que "o conjunto das pessoas que se reúnem para rir a uma determinada hora".

A sessão, que a responsável define como "um exercício corporal feito em grupo com exercícios lúdicos", começa com uma explicação aos participantes sobre os benefícios do riso, secundada por exercícios de respiração e, depois, a primeira das mímicas ou, o primeiro dos risos, o cumprimento à indiana (mãos em posição de oração, acompanhado de uma ligeira vénia).

O ambiente na sala, onde dos 25 participantes apenas um é homem, é descontraído e confirma que as gargalhadas se multiplicam pelo efeito de contágio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG