Chuva "inundou" Lisboa e deixou a capital parada

A forte precipitação que caiu hoje em Lisboa provocou dezenas de inundações na cidade, principalmente na via pública, obrigando ao corte de várias artérias e ao desvio do trânsito para vias alternativas.

Segundo dados atualizados ao final da tarde, o Regimento Sapadores dos Bombeiros de Lisboa registou, das 14:00 às 17:00, 180 ocorrências, 157 das quais recebidas entre as 14:00 e as 15:00, período de maior pico de queda de chuva.

A baixa de Lisboa foi das zonas mais afetadas pelo mau tempo com várias ruas a ficarem intransitáveis por causa da elevada acumulação de água, à semelhança do que aconteceu na zona de Benfica e de São Domingos de Benfica.

A chuva obrigou ao desvio do trânsito na Praça dos Restauradores, e a Praça de Espanha ficou transformada num autêntico "lago", obrigando ao corte da circulação durante a tarde.

A forte precipitação que se abateu sobre a capital provocou ainda condicionamentos na Calçada de Carriche, Sete Rios, Rossio, Largo das Fontainhas, em Alcântara e no Calvário, devido à formação de "lençóis de água".

No eixo Norte-Sul, houve igualmente dificuldades no trânsito.

Outra das situações mais complicadas ocorreu no Instituto Português de Oncologia, perto da Praça de Espanha, que foi afetado por inundações.

A linha azul do Metropolitano de Lisboa esteve com perturbações na circulação entre as 14:18 e as 15:45, fruto de uma inundação na estação do Jardim Zoológico.

Os valores de precipitação acumulada em Lisboa entre as 13:00 e as 15:00 enquadram-se dentro dos limites de referência para uma situação de aviso amarelo, frisou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com valores provisórios divulgados pelo IPMA, o valor de precipitação mais elevado foi registado na estação meteorológica na Gago Coutinho, em Lisboa, com uma precipitação de 18.7 milímetros (correspondente à queda de 18,7 litros por metro quadrado).

No Instituto Geofísico a precipitação acumulada neste período de duas horas foi de 13.2 milímetros, nas Amoreiras de 8.0 milímetros e na Amadora de 7.0 milímetros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG