Um ano de pena suspensa por morte negligente do filho

O Tribunal de Santarém condenou hoje um homem acusado do crime de homicídio por negligência do próprio filho a uma pena suspensa de um ano de prisão, considerando provado que conduzia alcoolizado quando teve o acidente fatal para o jovem.

O juiz Duarte Silva sublinhou que António Rodrigues, de 53 anos, de certa forma já pagou pelo crime que praticou com a perda do filho e justificou a suspensão da pena com o facto de não existirem antecedentes criminais e por ficar como que com "uma espada sobre a cabeça" para que se lembre que se tiver outro acidente terá que cumprir pena. Duarte Silva disse esperar que o arguido "não volte a pegar no carro" depois de beber em excesso.

O tribunal considerou como prova as mensagens que o jovem, então com 17 anos, enviou para o telemóvel da namorada, dizendo que ia morrer, minutos antes do despiste fatal da viatura em que o pai o transportava para um treino de ciclismo em S. João da Ribeira, a 20 de março de 2009. A mãe do jovem, Isabel Rodrigues, disse aos jornalistas que no seu entendimento não foi feita justiça e que vive "aterrorizada". Segundo Isabel Rodrigues, António Rodrigues, de quem se encontra atualmente separada, foi condenado em dezembro de 2010 a dois anos e seis meses de prisão, igualmente com pena suspensa, no Tribunal de Almeirim, por agressões contra a sua pessoa.

Fonte do tribunal de Santarém disse à Lusa que esta condenação não consta no registo criminal de António Rodrigues. António Rodrigues, que acusou uma taxa de 1,03 gramas/litro de álcool no sangue na contraprova realizada no dia do acidente no Hospital de Santarém, disse, por seu turno, que a condenação foi "uma injustiça", negando estar embriagado. Numa das mensagens de telemóvel transcritas para o processo, João Paulo afirmava "o homem 'tá' doido e eu vou com ele de carro". A mãe teve conhecimento das mensagens no dia do funeral de João Paulo, quando a jovem, que não conhecia, se apresentou e lhe mostrou o telemóvel.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG