Proprietários de lar ilegal detidos

Os proprietários de um lar ilegal na Serra de Santo António, Alcanena, foram detidos na sequência de uma operação desencadeada pelo Ministério Público que culminou com o encerramento da moradia onde mantinham 20 idosos em condições "muito más".

Fonte do Instituto da Segurança Social disse hoje à agência Lusa que o casal era reincidente, uma vez que o lar já havia sido encerrado em 2003 e 2008, tendo a proprietária sido julgada e condenada ao pagamento de uma multa e interdita de prosseguir a actividade.

Apesar disso, o lar voltou a funcionar, tendo a operação realizada na quinta-feira resultado de novas denúncias apresentadas em dezembro último, tanto junto da Segurança Social como da GNR, por alegados maus tratos aos idosos, disse a fonte.

Dos 20 idosos que se encontravam no lar, quatro foram encaminhados para estabelecimentos hospitalares, três por indicação dos médicos que acompanharam a operação e um para a realização de uma cirurgia já agendada, disse a fonte. Dos restantes, cinco foram levados por familiares e 11 encaminhados pela Segurança Social para outras instituições de acolhimento, tendo as instalações sido seladas.

O casal foi constituído arguido e detido pela GNR, tendo pernoitado em instalações desta força de segurança, sendo presente hoje ao tribunal de Alcanena para primeiro interrogatório judicial, disse a fonte.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG