Morreu um dos três feridos internados na Unidade de Queimados dos HUC

O homem gravemente ferido numa explosão em Vila Franca da Serra, Gouveia, que se encontrava internado nos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) morreu durante a noite no estabelecimento de saúde, revelou hoje fonte da Junta de Freguesia.

O presidente da Junta de Freguesia de Vila Franca da Serra, António Morais, disse hoje à agência Lusa que o falecimento do homem durante a noite foi comunicado pelos HUC ao princípio da manhã à família.

Júlio Santos, de 53 anos, era uma das três vítimas graves da explosão ocorrida num café daquela localidade, que foram internadas, segunda-feira, na Unidade de Queimados dos HUC.

As outras duas pessoas feridas com gravidade são a mulher e a sogra da vítima mortal e mantinham hoje "um estado crítico", segundo o autarca, ao reportar informações prestadas pelo hospital à família.

Na Unidade de Queimados dos HUC não foi possível obter hoje dados sobre a situação dos feridos.

Sábado à tarde mantinham um prognóstico "muito reservado", disse nessa altura uma fonte hospitalar à Lusa.

António Lopes, sócio da Agência Funerária Santa Cruz, em Gouveia (Guarda), que está a tratar das exéquias da vítima, disse à Lusa que o funeral de Júlio Santos deverá realizar-se ao final da tarde de segunda-feira ou terça-feira em Vila Franca da Serra.

A explosão ocorrida no café, propriedade da vítima mortal, provocou ainda três feridos ligeiros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG