Homem esfaqueado durante rixa em estado grave

Um homem foi esfaqueado com gravidade durante uma rixa, nas Caldas da Rainha, no domingo à noite, tendo sido transportado de helicóptero para o hospital de Santa Maria, em Lisboa, informou hoje a PSP.

"Dois cidadãos desentenderam-se por motivos passionais e na sequência da discussão um deles esfaqueou o outro, deixando-o em estado muito grave", disse à agência Lusa fonte das relações públicas da Leiria PSP de Leiria.

A agressão aconteceu às 21.15, junto a um café nas Caldas da Rainha e a vítima, de 35 anos, foi transportada pelos bombeiros para o hospital local. "A vítima entrou em estado crítico, com uma perfuração no hemitorax esquerdo, foi estabilizada no bloco operatório, mas houve necessidade de acionar o helicóptero", afirmou Rosa Amorim, diretora clínica do Centro Hospitalar Oeste Norte (Caldas da Rainha).

A PSP não conseguiu intercetar o agressor nem apreender a faca, mas, de acordo com o comando de Leiria, "é conhecida a identificação do homem, de 45 anos, que foi identificado por testemunhas". O caso está a ser investigado pela Policia Judiciária.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Henrique Burnay

Falem do futuro

O euro, o Erasmus, a paz. De cada vez que alguém quer defender a importância da Europa, aparece esta trilogia. Poder atravessar a fronteira sem trocar de moeda, ter a oportunidade de passar seis meses a estudar no estrangeiro (há muito que já não é só na União Europeia) e - para os que ainda se lembram de que houve guerras - a memória de que vivemos o mais longo período sem conflitos no continente europeu. Normalmente dizem isto e esperam que seja suficiente para que a plateia reconheça a maravilha da construção europeia e, caso não esteja já convertida, se renda ao projeto europeu. Se estes argumentos não chegam, conforme o país, invocam os fundos europeus e as autoestradas, a expansão do mercado interno ou a democracia. E pronto, já está.