Alegado agressor de jovem estudante entregou-se às autoridades

O alegado agressor do estudante de 17 anos que hoje, quarta-feira, foi esfaqueado na escola secundária de Soure entregou-se às autoridades poucas horas depois do sucedido, disse à da GNR.

De acordo com a fonte da GNR de Montemor-o-Velho o jovem, que terá agredido o colega com uma faca, tem 16 anos e fugiu da escola após a agressão. "Os militares da GNR encetaram, de imediato, diligências para o localizar mas ele acabou por se entregar", adiantou a mesma fonte acrescentando que o jovem optou por não falar sobre o sucedido. De acordo com a fonte o jovem vai ser hoje presente a tribunal para determinação de eventuais medidas de coação.

Já de acordo com o comandante dos bombeiros de Soure, a vítima, que a exemplo do alegado agressor estuda na escola secundária Martinho Árias, sofreu quatro ferimentos, aparentemente pouco profundos. "Tinha marcas de faca, duas nas costas, uma no tórax e outra na zona abdominal. Os cortes, aparentemente, não eram muito profundos, mas só uma análise no hospital o poderá confirmar", disse Carlos Luís Tavares.

Quando foi assistido, na escola, cerca das 10.00, o jovem, de 17 anos "esteve sempre consciente, embora com algumas dificuldades em respirar e alguma ansiedade". Os bombeiros de Soure transportaram o ferido para o centro de saúde local, onde foi estabilizada e depois transferida para o Hospital Pediátrico de Coimbra, com acompanhamento de uma viatura médica do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG