CDS felicita sociais-democratas por "força e ambição"

Assunção Cristas esteve no congresso dos sociais-democratas com Nuno Melo e Nuno Magalhães.

O CDS-PP felicitou hoje o PSD, no final do 36.º Congresso do partido, por ter demonstrado "força, ambição e vontade de servir o país", agora na oposição.

"Tenho dito que o espaço político de centro-direita, para voltar a governar, tem de se tornar mais forte. Nós no CDS faremos certamente a nossa parte, e pelo que vimos o PSD está também animado para fazer a sua parte", advogou a líder centrista, Assunção Cristas, no final do Congresso do PSD que decorreu entre sexta-feira e hoje em Espinho, distrito de Aveiro.

Além de Assunção Cristas, os democratas-cristãos estiveram ainda representados na sessão de encerramento pelos vice-presidentes do partido Nuno Melo e Nuno Magalhães - também líder parlamentar -, pelo porta-voz, João Almeida, e pelo secretário-geral Pedro Morais Soares.

Aos jornalistas, a presidente do CDS-PP reconheceu "sintonia em muitos pontos" entre centristas e sociais-democratas.

"No que respeita à questão do sistema eleitoral, se consultarem a minha moção, verão que no nosso entender deveremos debater essa matéria no sentido de garantir a pluralidade partidária, no sentido de garantir uma proximidade aos eleitores, e também uma melhor representação do interior. São três linhas e objetivos que estão referidos na moção."

O discurso de Pedro Passos Coelho marcou o fim de três dias de trabalho - e eleição de novos órgãos do PSD - na Nave Desportiva de Espinho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG